TAG: Um livro para você

20:47

Oi, amores!

Hoje é o Dia Mundial do Livro, e a Julia do blog Frescurinha criou a Tag "Um livro para você", na qual devemos indicar um livro e/ ou autor favorito para nossas leitoras. Decidi falar para vocês sobre um cara que me acompanha há muuuitos, muitos anos mesmo. 
Ele é o meu autor favorito, e a pessoa que mais me inspirou e motivou. Quando eu estava meio pra baixo e me sentia diferente, pensava nele, lia sobre a vida dele e alguns dos seus contos e logo eu ficava melhor. Não sei se vocês tem uma relação assim com algum autor, mas é essa a relação que eu tenho com o meu autor favorito: sinto como se fôssemos amigos íntimos desde que o conheci.


Talvez você conheça esse simpático (hahaha) rapaz da imagem acima, ou já tenha lido The Raven - O Corvo - ou mesmo assistido The Following ou qualquer outra série ou livro policial, e já saiba que eu estou falando de Edgar Allan Poe, um gênio do terror e o pai da ficção policial como conhecemos hoje. 
Com seu detetive Dupin, precursor até mesmo do famoso Sherlock Holmes (Sim! Doyle não foi tão original assim), ele criou essa imagem do detetive que temos hoje: um cara que saca as coisas e parece que vê o que ninguém mais vê e com uma inteligência e sagacidade peculiar e acima da média. Mas ele não parou aí, ele fez mais: Poe é um gênio quando escreve terror. Quer comprovar? Leia então rapidinho os contos O gato pretoO Retrato Oval e Berenice. Se também é louco por cinema, alguns desses filmes baseados na obra de Poe podem ser interessantes para você começar a conhecê-lo.

O Mistério de Marie Rogêt foi o primeiro livro do Poe que eu li, aos 11 anos. Confesso que não entendi muito e nem sabia quem era Poe, mas foi o livro que abriu meus olhos e coração para o autor. Foi aqui que conheci o primeiro detetive nos moldes atuais já criado: o Dupin!

Apesar de tudo, Poe teve uma vida muito conturbada e confusa, assim como muitas das personagens de seus livros, entregou-se a muitos vícios, parecia instável mas sempre, sempre genial, talvez a sua inquietação tenha vindo exatamente da sua genialidade. A impressão que tenho é que a morte estava sempre o rondando, sussurando no ouvido dele "Nevermore", até que o levou. 


Apesar de tantos reveses, Poe deixou uma obra extensa e apaixonada. Morreu em desgraça, mas hoje é mundialmente conhecido pelo universo que criou, deixando em nós um pouquinho do que passou em sua mente, tão incrível e inspiradora.
Se você quer ler alguns contos do Poe, fique a vontade para acessar esse pdf e comprar alguns dos seus livros na Saraiva, no Submarino e em outros sites como a Estante Virtual. Boas leituras! 
Siga-nos no Instagram    Twitter   ♥  Facebook  ♥  Youtube  ♥   Pinterest   

Você também poderá gostar de

1 comentário. Comente também! :)

Sinta-se abraçada (o)!

Canal /simonegiolo2

Último vídeo do canal