Agora que estou grávida | Sobre Cisto de Plexo Coróide

16:40



Sintam-se abraçadas por entrar nesse link e votar rapidinho em mim. Muito obrigada! 
Demorei para falar sobre isso pq eu realmente fiquei meio assustada no início, não estava nada preparada psicologicamente e a postagem não sairia de jeito nenhum. Dá uma aflição, um aperto no peito só de lembrar, mas é bom que mais mamães saibam disso.
Dia 15 de julho e lá ia eu, super feliz, fazer meu ultrassom. Estava na 19ª semana de gestação e só quem é mãe sabe a ansiedade que é ver o pequenino crescer mais e mais.
Fiz o exame, o bebê lindinho, tudo formadinho, tudo ok. Quando o laudo sai, a médica me diz: "Olha, eu fiz uma anotação no seu laudo, mas não é para você se preocupar porque não é nada". Pronto, na hora já me preocupei. Fui pro carro, abri o exame e lá estava bem na cabecinha do bebê a marcação: CPC (cisto do plexo coróide unilateral).
Chorei a tarde toda, me desesperei. Logo que cheguei em casa, fui pesquisar o que era aquilo, se era perigoso e tal, porque a simples menção da palavra cisto ainda mais na cabeça do seu filho é de dar calafrios. Meu marido e eu acabamos descobrindo algumas coisas então sobre o tal "cisto de plexo coróide", e vou dividir com vocês.



O que é um cisto? 
Cisto nada mais é que um acúmulo de líquido.
O que é plexo coróide? 
É a área do cérebro que produz o líquido que banha o cérebro e a medula, mas ele não está relacionado com o raciocínio, portanto, o cisto (líquido) encontrado no plexo coróide não indica um retardo mental, doença, câncer ou qualquer outra coisa em seu bebê. É algo natural, que pode aparecer em algumas gestações.
Se não é nada demais, porque o médico marcou isso no meu exame e pediu para eu acompanhar? 
Realmente, a presença de um cisto é comum e não indica presença nenhuma de doença ou anomalia, porém, em alguns raros casos o cisto pode sugerir que o bebê tenha uma doença cromossômica, como a trissomia 18. Portanto, a detecção de um cisto de plexo coróide nos diz: Acompanhe este bebê e veja se o cisto irá progredir ou regredir. Eles deixam no exame para o cisto ser acompanhado até desaparecer.
O que normalmente acontece?
Na maioria dos casos o cisto desaparece totalmente, por isso a maioria dos médicos nem avisa a mãe sobre a existência dele quando vem isolado. O risco existe quando ele vem acompanhado de outros fatores: alterações na medida do fêmur, ausência de osso nasal, pés tortos, alterações no coração, entre outros. Se nada disso apareceu no seu bebê, fique tranquila, 99% dos cistos desaparecem até a 26ª semana de gestação. É só fazer um novo ultrassom daqui um tempinho e você verá que está tudo bem com seu bebê.

Semana passada, 1 mês depois, fiz outro ultrassom (morfológico) e a minha primeira pergunta foi: O cisto sumiu? E havia sumido. Ufa! Que alívio! Todos os órgãos estão funcionamento perfeitamente e o corpinho do bebê está todo perfeitinho. Confesso que passar um mês preocupada com isso me deixou super ansiosa, mas agora que sei que tudo está bem e que o CPC é mais comum do que a gente imagina estou bem feliz. Portanto, fique calma, amiga, se aparecer um "cisto de plexo coróide", no seu bebêzinho não deve ser uma doença, espere um tempo, faça o morfológico e ele terá desaparecido.

Beijos =*

Fonte: 1, 2, 3 e 4.

                            ♥  Instagram    Twitter   ♥  Facebook  ♥  Youtube  ♥   Pinterest  

Você também poderá gostar de

5 comentário. Comente também! :)

Sinta-se abraçada (o)!

Canal /simonegiolo2

Último vídeo do canal